Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nijikon

アジアの強迫観念 | 아시아 강박 관념

15
Ago18

WHAT'S WRONG WITH SECRETARY KIM?: CONTINUO A DIZER QUE OS COREANOS TÊM AS MELHORES ROM-COMS DE SEMPRE!

著者 PUBLICADO POR Neurótika Webb

62719464a.jpg

O patrão incrédulo porque a secretária se quer despedir ao fim de 9 anos:

 

- Mas quer-se despedir por quê?

- Porque quero ter uma vida própria. Já tenho 28 anos, quero arranjar um namorado, quero casar-me e ter filhos. 

- Ok, então eu caso-me consigo!

- Agradeço a oferta, mas você não faz o meu género.

- Não faço o seu género??? Mas você está doida?!

 

Junte-se um patrão completamente narcisista, uma secretária exemplar que de repente se quer despedir, o irmão mais velho que é um escritor por quem todas as mulheres suspiram (a secretária Kim incluída), um passado negro partilhado pelos três, o patrão que quer fazer tudo para não perder a secretária, o irmão que lhe quer roubar a secretária e a secretária completamente apanhada nesta guerra e temos uma das séries com o maior share de adiência da temporada.

 

Não só os personagens principais são brilhantes, mas também os secundários. Desde o galã do escritório, que supostamente é tão dedicado ao trabalho que tem 10 fatos iguais para não ter que desperdiçar tempo de manhã a escolher o que vestir, mas na realidade só tem mesmo 1! Uma das secretárias que é o cúmulo da incompetência, excepto quando está a organizar petiscadas; e todo um staff hilariante que dá conteúdo à serie e cria uma série de sub-plots que fazem desta série uma das melhores rom-coms de sempre!

 

Uma comédia perfeita para as noites quentes de Verão!

10
Jul18

SUITS KOREA...GOSTEI MAIS DA VERSÃO COREANA!

著者 PUBLICADO POR Neurótika Webb

suits.jpg

 

annyeonghaseyo! 안녕하세요! 

 

Quando comecei a ver o Suits, versão americana, aquilo chegou a um ponto que me aborreceu tanto, que deixei de ver! Resumindo, nem sequer acabei a season 1.

 

Ou melhor, acabei de ver a season 1, mas na versão coreana, porque a história é quase igual, salvo algumas adaptações à realidade do país.

Quem já viu o Suits americano se calhar não vai achar muita graça ver tudo outra vez, mas para mim foi uma experiência diferente. Os actores que interpretam os papéis principais, Park Hyung-sik no papel do miúdo rebelde que é contratado mesmo sem ser advogado, e Jang Dong-gun no papel do partner da firma de advogados que o contrata, convenceram-me mais que os actores americanos. Um dos meus problemas com a série americana era precisamente este, não gostei dos actores e apesar da série ter ganho vários prémios, nunca consegui "engolir" muito bem a representação deles. Dois actores que até então nunca tinham feito nada de jeito, apenas tinham tido uns papéis secundários miseráveis. Ok, sem falar na Megan Markl, que é mais conhecida por agora ser princesa do que pela sua carreira como actriz! 

 

Se conseguirem ultrapassar o facto de isto ser um remake de uma série americana, e se quiserem ver bons actores, esta é sem dúvida uma série para a binge-list! 

05
Jul18

A SÉRIE DO ANO É COREANA!

著者 PUBLICADO POR Neurótika Webb

areuhuman.jpg

 

annyeonghaseyo! 안녕하세요! 

A série ainda está a dar, mas não me consigo conter, Are You Human Too? é provavelmente a série do ano! 

Filmada na Coreia e na República Checa, esta série conta a história de uma mãe separada do filho, pelo sogro que é um magnata da indústria automóvel, depois da morte (ainda por explicar) do marido. A mãe, intrepretada pela actriz Kim Sung Ryung, é uma engenheira de robótica que depois dos trágicos eventos, vai para a República Checa. Para colmatar a ausência do filho vai contruindo robôs com a aparência da criança, e que ela vai evoluindo segundo as fotos que aparecem nas revistas. 

Anos depois o filho, intrepretado pelo actor Seo Kang Joon (giro que se farta!), viaja para a República Checa à procura da mãe, mas tem um acidente e fica em coma. É então que a mãe o substitui pelo seu duplo robótico, para o filho não perder o direito ao seu lugar na família (vejam a série para perceber).

 

O argumento da série é dos melhores dos últimos anos e com uma qualidade a rivalizar qualquer outra série americana. Vale mesmo, mas MESMO, a pena ver.

 

Está disponível no Drama Fever (para o nosso país, há séries que não dá para ver), onde podem ver a série completamente FREE! Basta inscreverem-se no site, eu usei o Facebook, e voilá! podem apreciar todo um mundo de dramas do oriente.

 

NOTA: Só para quem não sabe, os coreanos escrevem o nome como os japoneses, o apelido antes do nome próprio. É para não acharem estranho a quantidade de Park's, Kim's e Lee's...homens e mulheres, é que isso é o apelido!

25
Jun18

ACABEI DE VER A SÉRIE HWARANG E APETECIA-ME VER TUDO OUTRA VEZ

著者 PUBLICADO POR Neurótika Webb

Hwarang-poster.jpg

annyeonghaseyo! 안녕하세요! 

 

Demorou quase 1 ano, mas finalmente vi a série Hwarang. Primeiro estive à espera que acabasse, e depois andei literalmente a procrastinar, provavelmente porque já estava à espera disto: a série é absolutamente fabulosa! Resultado, vi 20 episódios em 3 dias!

 

SINOPSE

A rainha Jiso governa o reino de Silla como regente desde que o rei Beopheung morreu, mantendo o seu filho, o principe Sammaekjong escondido, para o manter a salvo de inimigos e assassinos. Mas quando o príncipe faz 18 anos, os nobres e cidadãos do reino começam a ficar impacientes e querem que a rainha ceda o trono ao filho. Mas os nobres continuam a conspirar para derrubar a monarquia, e a rainha decide criar uma força de elite para proteger o trono, constituída pelos filhos desses mesmos nobres, os Hwarang. Mas o que acontece quando o próprio príncipe e um falso nobre se juntam aos Hwarang e se apaixonam pela mesma mulher?

 

Uma história cheia de intrigas, excepcionalmente bem escrita que nos cola ao écran do primeiro ao último minuto. Além disso tem um elenco de luxo. Nos principais papéis temos a actriz e manequim Go Ara, Park Hyung-sik, membro da banda ZE:A no papel do príncipe e o actor Park Seo-joon como o falso nobre. Nos papéis secundários (os Hwarang) temos Choi Min-ho, membro dos Shinee, Kim Tae-hyung, mais conhecido por "V" e membro dos BTS, e os actores Do Ji-han e Cho-Yoon-woo.

 

Esta é sem dúvida uma para a binge list!

 

21
Jun18

O MELHOR K-DRAMA DO NETFLIX

著者 PUBLICADO POR Neurótika Webb

maxresdefault.jpg

 

 annyeonghaseyo! 안녕하세요! 

Se és uma apaixonada por séries  romanticas, com um bom argumento e estás farta das séries do costume, tens aqui a resposta, o K-Drama! Esta é a abreviatura de "Korean Drama", ou "Drama Coreano", e é um género em rápido crescimento em todo o mundo, ao ponto de haver sites dedicados ao género. Apesar de no nosso país o género ainda não ter muitos adeptos, na vizinha Espanha está em rápido crescimento, assim como pelo resto da Europa e sobretudo nos Estados Unidos. A qualidade das séries é fenomenal, ao ponto de haver interesse por parte de investidores estrangeiros (a China investiu no ano passado 1,9 biliões de dólares neste sector). Como é que se pode ver este tipo de séries em Portugal? Se és cliente do Netflix então estás com sorte, este serviço tem uma vasta oferta de K-Drama. Além de séries de boa qualidade, sendo a Coreia um país obcecado com a beleza física e a capital mundial da cirurgia plástica, temos um elenco cheio de gente fisicamente atraente. Alguns (muitos) dos protagonistas destas séries são cantores que se tornaram também actores. Deixamos-lhe algumas séries a não perder.

 

MISAENG - VIDA INCOMPLETA

 

Não é propriamente uma série romântica, mas é talvez o melhor K-Drama do Netflix. A série tem 2 temporadas e centra-se num grupo de jovens acabados de sair da faculdade e se tentam adaptar ao brutal e competitivo mundo empresarial numa empresa de trading. Com um elenco de luxo, sendo uma das principais personagens Kang So-ra, uma das maiores estrelas coreanas da actualidade e Siwan no papel principal, um cantor coreano membro dos ZE:A. Conta também com as participações do veterano Lee Sung-Min, Kang Ha-neul, Byun Yo-han, entre outros. Uma série carregada de tensão que não consegui parar de ver até ao último episódio.

 


________________________________________________________________________________________

 

ONE MORE TIME

 

Para ver esta série original do Netflix, recomendo vivamente que tenhas sempre à mão uma caixa (ou duas) de Kleenex's.  Apesar de ser um conceito muito explorado, o enredo da série baseia-se num jovem condenado a reviver o mesmo dia vezes sem conta, o dia em que a sua namorada morre. Mas enquanto noutras séries ou filmes baseados no mesmo conceito, a personagem principal tem que mudar qualquer coisa, aqui não, ele não consegue mudar nada...por muito que tente está condenado a ver a namorada morrer repetidamente. Esta série tem provavelmente o par mais bonito de todas as séries de K-Drama da actualidade, So Hui Yoon, uma fabulosa e lindíssima actriz e Kim Myung-soo, mais conhecido por "L", membro da banda Infinite.

 


________________________________________________________________________________________

 

LET'S EAT  1 & LET'S EAT 2

 

Se gostaste de ver a actriz So Hui Yoon na série One More Time, ela volta na 1ª temporada da série "Let's Eat". Como o próprio nome indica, "Let's Eat" é uma série cujo o ponto comum que liga todas as personagens é a comida. O personagem principal é um "food blogger", cujo traço distintivo é tirar fotos aos pratos vazios, papel interpretado por Yoon Doo-Joon, cantor membro dos Highlight (sim, mais outro cantor). A principal diferença desta série (em relação às anteriores) é que é uma comédia romântica, prepara-te para rir, chorar e chorar a rir. Da primeira para a segunda temporada mudam os personagens, ficando apenas o blogger, a segunda série começa quando o personagem principal muda de cidade após ter terminado a relação. As co-protagonistas são Lee Soo-kyung (1ª temporada) e Seo Hyun-jin (2ª temporada, na foto em baixo), também ela cantora, ex-membro do grupo M.I.L.K.

 

 


________________________________________________________________________________________

 

STRONG GIRL BONG-SOON

 

Esta é a minha favorita. Strong Girl Bong Soon, uma comédia romantica com Park Bo-Young, uma actriz absolutamente fofinha e pequenina, que também entra noutra série do Netflix, o Oh My Ghost; e Park Hyung-Sik, cantor coreano membro dos ZE:A, por quem nos vamos apaixonando ao longo da série e, finalmente, no papel de serial killer, o top model coreano Jang Mi-kwan. Doo Bong Soon (a personagem principal) é uma moça com uma força sobre-humana, uma herança dos deuses para as mulheres da sua família, no entanto se usarem os poderes para o mal ou de forma egoísta, perdem os ditos poderes. A nossa menina é apaixonada por um amigo de infância que é polícia, interpretado pelo actor Ji Soo. Mas depois de dar uma tareia nuns rapazes maus à frente de um milionário, dono de uma empresa de jogos, Bong Soon é contratada por ele como guarda-costas. É aqui que a coisa se complica e se desenvolve um triângulo amoroso. Os diálogos são fantásticos, o elenco é maravilhoso, com uma série de personagens secundárias deliciosas, do qual destaco o actor Kim Won-hae que interpreta 2 personagens, aparentemente irmãos separados à nascença. Esta série é capaz de ter o melhor final de todos os tempos! Deixa-nos com uma sensação de satisfação, sem ser uma daquelas séries em que não sabemos se casam ou não...se vão ser felizes ou não...é um final com TUDO A QUE TEMOS DIREITO!!!

 


____________________________________________________________________________________

 

MY ONLY LOVE SONG

Mais uma série original Netflix com uma qualidade fantástica. My Only Love Song é uma comédia romântica que, mais uma vez, volta a um conceito clássico, mas de uma forma original: as viagens no tempo! Soo-jung é uma actriz com tiques de diva que está a gravar uma série sobre a maior história de amor da Coreia. Após uma discussão com o realizador, a estrela decide abandonar o local de filmagem numa velha carrinha. Essa velha carrinha transporta-a ao passado, exactamente à época em que decorre a famosa história de amor. O problema é que Soo-jung apaixona-se por On-Dal, o homem que é suposto casar com a princesa e dar origem à maior história de amor de sempre. Soo-jung é interpretada pela actriz Gong Seung-yeon e o cantor dos CNBlue, Lee Jong-hyun interpreta o papel de On-Dal. Esta série conta ainda com Lee Jae-jin, cantor e músico dos FT Island no papel secundário do assistente da actriz, que adormece na carrinha e também viaja no tempo.

 

 

 

 

 

Existem muitas outras que valem a pena ver, como a mini-série My Runway, o Black ou o Quiz From God, é uma questão de irem vendo e darem-me as vossas sugestões nos comentários ou na página do Facebook (carreguem no botãozito ali em cima e metam 1 like). Até lá, estou ansiosamente à espera que o Netflix inclua a série "Hwarang" na sua lista.

19
Jun18

SLICE OF LIFE MUITO MAL SERVIDA!

著者 PUBLICADO POR Neurótika Webb

Nana-Poster-Anime-Art-Silk-Posters-Wall-Decor-Prin

 

Ohayou! お早う!

Este é basicamente mais um daqueles posts que só meia dúzia de pessoas vão ler, talvez a Isa (e a sua cara metade, que são os únicos por aqui que partilham as minhas dores). 

 

Para quem ainda não percebeu, tenho uns quantos vícios na vida (o único que faz mal à saúde é fumar) outro é anime (sim, são desenhos animados, e depois?!). Tenho uma subscrição de um canal web e uma watch list que tem 3 páginas e que vai crescendo todos os dias, culpa do My Anime List!

 

Como se não bastasse o My Anime List, depois de uma conversa animada com a Isa e o "Gajo da Isa", como ele se auto-intitula, a coisa ainda ficou pior. Deram-me mais umas dicazitas e a dita lista ainda ficou maior! Vi o Shokugeki no Soma de rajada, já estou na nova temporada, semanalmente à espera de novos episódios, juntamente com o Tokyo Ghoul Re:, que me está a enervar, e o Darling in the Franxx, que parece que levei com um balde de água fria depois deste último episódio (ou seja, este plot twist foi um bocadinho meh! e eu que estava a gostar tanto daquilo).

 

Sou uma rapariga que gosta mais de pancadaria e gore (litros e litros de sangue, tipo o 1º episódio do Elfen Lied, fiquei logo apaixonada pela moça a arrancar cabeças a torto e a direito). Mas fiquei um bocadito curiosa como que a Isa disse...essa coisa do Slice of Life, confesso que nunca me tinha dado para aí.

 

Vai daí fui ao My Anime List ver quais os melhores e, pelos comentários, decidi-me pelo Nana. 

 

Foram 47 episódios de ansiedade e depressão pura e dura. Tive flash backs, apeteceu-me gritar, ir pró Facebook à procura do pessoal do meu grupo da faculdade...porque aquilo lembrou-me tudo os meus 20 anos, em versão músicos em vez de artes. Resumindo, sofri que nem uma condenada e tive saudades de toda a gente de quem me separei há 20 anos.

 

Mas adiante. Depois de 47 episódios, que valem a pena nem que seja só pela arte e pela música (da Anna Tsuchiya), eis que levo com o pior final de sempre! Não é mau, é pra lá de mau! Eleva ao expoente máximo a expressão "acabou com a galinha no meio da estrada!" Não sabemos o que aconteceu a uma das personagens principais. Estão apenas 4 no final, todos os outros desaparecem e ficamos com aquela sensação de insatisfação e de partir tudo depois de termos sofrido tanto.

 

Fui desesperadamente para o Google, para ver se a série de Manga tinha acabado da mesma maneira, mas aparentemente a série foi interrompida porque os autores ficaram doentes. Fica-se a saber mais qualquer coisinha, mas toda a gente se queixa do mesmo.

 

A história é mais ou menos esta: duas raparigas encontram-se no comboio bala em direcção a Tokyo, uma vai atrás do namorado e a outra quer seguir uma carreira profissional na música. Coincidência das coincidências, chamam-se as duas Nana, e acabam por partilhar uma casa. Não vou aqui agora estar a resumir a coisa toda, mas a história gira em torno de 2 bandas rivais e a outra Nana que é basicamente uma cabecinha de vento que se apaixona por tudo e por nada e que tem o sonho de casar e se tornar uma dona de casa (não percebo!). Aparentemente, pelos comentários que li, ninguém achou estranha a relação entre a Layla, de 23 anos, e o Shin, de 15 anos (impressão minha ou é pedofilia?), ou o facto de todas as personagens terem uma obsessão doentia pela Nana (a cabecinha de vento, mas que me fez chorar que nem uma madalena, a estúpida!). 

 

Resumindo, são só personagens traumatizadas, andei deprimida uma semana e nem sei como é que não cortei os pulsos. E no fim, levei com um final daqueles que só me apetecia partir o computador...mas não parti porque isto foi caro comó raio!

 

 

19
Jun18

BINGE LIST: STRONG GIRL BONG SOON

著者 PUBLICADO POR Neurótika Webb

strong-woman-do-bong-soon-poster_1492741323.jpg

 

annyeonghaseyo! 안녕하세요! 

 

Pois é meus meninos, cá estamos em mais uma rúbrica de NERDFLIX, ou seja, o outro lado do Netflix, aquelas séries que nínguem se lembra de ir ver!

 

Eu bem tento aprender coreano...mas tá difícil! Entretanto descobri as séries coreanas no Netflix, que têm uma qualidade que me espantou.

 

Esta é a minha favorita Strong Girl Bong Soon, uma comédia romantica com Park Bo-Young, uma actriz absolutamente fofinha e pequenina, que também entra noutra série do Netflix, o Oh My Ghost; Park Hyung-Sik, cantor coreano membro dos ZE:A, por quem nos vamos apaixonando ao longo da série e, finalmente, no papel de serial killer, o top model coreano Ji Soo, que dá vontade de ser raptada por ele!

 

Em linhas gerais a coisa é a seguinte, Doo Bong Soon (a personagem principal) é uma moça com uma força sobre-humana, herança dos deuses para as mulheres da família, no entanto se usarem os poderes para o mal ou de forma egoista, perdem os ditos poderes.

A nossa menina é apaixonada por um amigo de infância que é polícia, mas depois de aviar uns rapazes maus à estalada à frente de um milionário dono de uma empresa de jogos, Bong Soon é contratada por ele como...guarda-costas. 

É aqui que a coisa se complica e se desenvolve um triângulo amoroso..

Os diálogos são fantásticos, o cast é maravilhoso, com uma série de personagens secundárias deliciosas...muitas vezes dei por mim no metro (a ver a série no tablet) a rir à gargalhada e toda a gente a olhar para mim!

 

Esta série é capaz de ter o melhor final de todos os tempos! Deixa-nos com uma sensação de satisfação, sem ser aquelas cenas em que não sabemos se casam ou não...se vão ser felizes ou não...é um final com TUDO A QUE TEMOS DIREITO!!!

 

探索 PESQUISAR

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

DÁ 1 LIKE NA PÁGINA!

VISITA OS OUTROS BLOGS

Neuroses